Pó Galáctico

Padrão

Nessa galáxia sem tamanho,

Vivemos naquele ponto distante do Sol…

Naquele ponto distante de sentir a saudade enquanto estamos lado a lado

Naquele ponto distante de dizermos bom dia para o desconhecido

Naquele ponto distante de saber o quanto somos importantes

Naquele ponto distante de sabermos tudo

No fim… a galáxia…

Tão maior que nós e tão distante ao parecer que fazemos parte do todo.

Daquele Sol que contemplávamos astro no alto do céu,

Voltamos ao pó galáctico…

Uns com mais brilho, outros menores, outros mais distantes…

E nessa constante, o unir e o desunir partículas virou hábito

A galáxia brinca de choque e explosão

Enquanto aqui dentro arrebenta a solidão…

Anúncios

»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s