Arquivo mensal: novembro 2011

Vai, Bailarina

Padrão

Vestida de fada desceu no vale…

Girando entre as árvores

Brincando com os vaga-lumes

Que brilham e iluminam seus passos…

Sempre tão firmes e tão precisos…

Nem a brisa do outono derruba suas pétalas…

Serenamente dança e gira…

E este luar que te contagia…

Menina linda, gira, gira…

Gira mostrando sua face…

Ah, este olhar que mira…

Mira as estrelas… e elas te guiam

Num caminhar tão livre…

Num dançar tão sereno…

Vai, bailarina!

Abraça as árvores em seu rodopio…

Mas, fique longe da encosta…

Do mar revolto, que te quer pra ele…

Não vire sereia…

Fique aqui na floresta

Bailando neste chão em festa!

Anúncios

Sonho

Padrão

Era um sonho…

Você deslizava suavemente seus dedos em meus olhos que sonhavam com você.

Pareciam brilhar, mesmo que fechados…

Senti o leve toque nos meus cílios, e delicadamente eu acordava.

Como pluma, flutuei ao seu peito…

Que fortemente me aconchegava.

Acordada ou dormindo…

Tudo fazia parte deste sonho lindo.